Alimentação em casa: como encarar o período de isolamento de forma saudável

Tempo de leitura: 5 minutos

Manter uma alimentação em casa saudável é uma tarefa que exige, além de tempo, muita força de vontade e determinação. Há quem pense que ficar mais tempo em casa seja um ponto positivo para quem busca manter uma dieta regrada e benéfica ao corpo e a mente. Porém esse período de recolhimento pode acabar aguçando os paladares e aumentando aqueles temidos quilinhos além de poder causar pioras na saúde. 

Segundo o Ministério da Saúde, dados de 2019 mostram que o Brasil é líder mundial em sedentarismo. Essa situação tem servido de alerta aos brasileiros, ainda mais na situação atual de quarentena no país e no mundo. Esse período de isolamento deve ser visto como uma boa oportunidade para se dedicar mais para si e para a família, desde a preparação do café da manhã até a janta.

Por isso, a nutricionista da Faculdade Senac de Porto Alegre Antônia Cunha explica como deve ser encarado esse tempo maior dentro de casa, com atenção e muita dedicação na preparação e no consumo dos alimentos. 

– Como você quer estar quando sair da quarentena?

Essa é a grande reflexão – você quer estar com saúde ou com alterações no perfil lipídico ou no colesterol?

– Alimentos processados e ultraprocessados devem ser evitados

Se a sua resposta é, claro, estar saudável, evite os alimentos processados! O que são esses alimentos? Biscoitos, salgadinhos, refrigerantes – geralmente são aqueles alimentos de preparação instantânea. Veja aqui mais exemplos do guia do Ministério da Saúde.

Comida processada.

– Keep moving e coma bem!

Movimente-se em casa! Faça exercícios e dê preferência para alimentos in natura. Os lanches podem ser frutas e as refeições maiores com vegetais, verduras, carne, ovos, feijão. 

– Aquela receita deliciosa à base de açúcar

Ela não está 100% proibida mas deve ser evitada, sendo feita apenas em ocasiões especiais. 

– E muito importante: avalie os seus sentimentos e suas emoções e pergunte-se: você quer comer neste momento por estar com fome realmente, ou está com vontade de comer? 

Se estiver com fome, lembre-se da dica acima: coma alimentos in natura ou minimamente processados. Se estiver com vontade, tente lembra-se de que não trata-se de fome de verdade e busque desviar sua atenção para uma outra atividade. É fácil? Para muita gente, não. Mas lembre-se da importância de uma alimentação saudável! 

Congelamento e conservação de alimentos em casa

O governo brasileiro já divulgou que, pelos cálculos atuais, o país não enfrentará desabastecimento de alimentos. Ou seja, não há motivos para a população entrar em pânico e montar um estoque de comida em casa. Até porque, muitos itens possuem prazo de validade e é necessário pensar coletivamente. Porém, com o isolamento social, quanto menos as pessoas saírem do confinamento para irem ao supermercado, melhor. E aí o congelamento de alimentos pode ser uma boa ideia para facilitar o dia a dia.

O congelamento é uma técnica de conservação de alimentos muito utilizada pelas famílias brasileiras, mas muitos não o fazem da maneira adequada. O cuidado nunca é exagero, pois bactérias em alimentos crus a temperatura ambiente dobram de quantidade em apenas 20 minutos. A nutricionista e docente da Faculdade Senac Porto Alegre Cristina Barbosa Frantz traz algumas dicas importante para garantir alimentos mais seguros. Confira:

– Antes de mais nada, o seu freezer deve estar limpo e degelado. As camadas grossas de gelo ocupam espaço e podem trazer contaminação, como resíduos de alimentos e outras sujidades.

Garanta que o alimento a ser congelado esteja fresco, limpo e em boas condições. De preferência, providencie o congelamento do alimento logo após a sua compra.

– No caso de alimentos cozidos a serem congelados, tempere levemente (com pouco sal) e cozinhe minimamente, pois o congelamento tende a acentuar os temperos e a amaciar os alimentos.

Após o cozimento, os alimentos devem ser resfriados. Para isto, acondicione-os em recipientes pequenos e rasos e aguarde até que o vapor desapareça mantendo o recipiente aberto em temperatura ambiente por, no máximo, 30 minutos. Em seguida, feche o recipiente, coloque uma etiqueta e acondicione no freezer. Caso o alimento não chegue ao nível da tampa, introduza uma folha de alumínio, papel manteiga ou filme plástico para evitar a cristalização na superfície.

É muito importante etiquetar, pois assim você saberá qual alimento está na embalagem, quando foi armazenado e se está na validade! Uma opção é usar canetas permanentes quando forem usados sacos plásticos.

– Lembre-se: uma vez descongelados, os alimentos não devem ser recongelados! Por isso é muito importante porcionar nas quantidades que realmente serão consumidas nas refeições.

As embalagens devem ser aquelas com indicação para uso em freezer e micro-ondas, já que devem resistir ao aquecimento e ao frio sem liberar substâncias tóxicas aos alimentos. 

– Carnes resfriadas: podem ser limpas, desossadas, temperadas (dependendo do tipo de carne, claro) e divididas em porções antes de congelar. Para isto, deve-se cuidar para não estender o tempo de 30 minutos de manipulação em temperatura ambiente.

– Alimentos industrializados congelados: fique atento à validade bem como às informações quanto ao tempo de armazenamento do produto após a abertura da embalagem, pois este pode ser diferente do produto fechado.

O tempo considerado seguro para congelamento de alimentos manipulados é de, no máximo, 90 dias a uma temperatura maior que 18ºC negativos. Freezer operando em temperaturas entre -10ºC e -18ºC, a validade deve ser de 30 dias.  

Quer mais detalhes sobre o assunto? Que tal fazer um curso sobre aproveitamento integral dos alimentos ou congelamentos de alimentos DE GRAÇA?

O Senac EAD liberou os dois cursos livres para quem quer aprender sobre durante o período de quarentena. Saiba mais:

Aproveitamento Integral de Alimentos

Diversos alimentos podem ser utilizados de forma integral, como frutas e verduras. Por meio deste curso você poderá desenvolver competências para reaproveitar alimentos, e potencializar as suas qualidades nutritivas.

O que será ensinado no curso: Aproveitamento integral de alimentos; Desperdício de alimentos; Banana caramelada e muffin de casca de banana; Bolo de laranja com casca; Abóbora em calda e sementes tostadas; Salada de frutas e geleia de cascas; Casca de laranja cristalizada e com chocolate; Frango com batatas rústicas; Salada de legumes e suflê de cascas e talos; Nhoque de espinafre e molho branco com talos.

Curso de Congelamento de Alimentos 

O objetivo deste curso é apresentar algumas técnicas de congelamento de alimentos e identificar os diferentes processos para preservá-los. O congelamento pode facilitar a sua vida: além de preservar as proteínas e os sais minerais dos alimentos, mantém o sabor, a cor e a textura. 

Matricule-se e conheça várias técnicas de congelamento, o melhor processo de conservação de alimentos!

O que será ensinado no curso: Breve história do congelamento de alimentos; Regras, métodos e vantagens do congelamento; Técnicas de congelamento e descongelamento de hortaliças, frutas, carnes, ovos e laticínios, pães e massas, arroz, feijão e temperos.


Quer receber mais informações do blog? Deixe seu contato!

Powered by Rock Convert

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *