Amor pela Hotelaria transformado em sonho de medalha: veja a história da aluna da Faculdade Senac POA

Tempo de leitura: 4 minutos

Pela primeira vez, o Senac do Rio Grande do Sul terá uma representante da ocupação Recepção de Hotel na etapa nacional das Competições Senac de Educação Profissional. A aluna do Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria da Faculdade Senac Porto Alegre, Thaís Rozales Ribeiro, é quem treina todos os dias para disputar com estudantes de outros estados, nas provas programadas para outubro deste ano. 

Com 22 anos, Thaís afirma ser uma amante da Hotelaria, tanto que mudou de área logo depois de ter passado no vestibular para Administração. “Estudava em um pré-vestibular e depois optei por estudar em casa para a prova do Enem de 2018. Fui aprovada em 6º lugar para Administração na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) para 2019, mas optei por começar Hotelaria na Faculdade Senac Porto Alegre devido ao meu amor por hospitalidade, encantamento do cliente e experiências hoteleiras”, relata ela. 

Ao ingressar no curso da Faculdade Senac em 2019, Thaís ficou sabendo das Competições Senac e da possibilidade de receber um treinamento intenso na área, além de poder disputar com outros estados. “Oportunidade de ter uma educação profissional de elite e as portas que isso me abrirá no futuro” é o que fez a aluna ingressar com muita disposição no projeto. As competições também representam uma oportunidade de, literalmente, voar longe. Isso porque os vencedores da etapa nacional disputam a WorldSkills – um torneio internacional de Educação Profissional promovido pela Internacional Vocation Training Organization, realizado a cada dois anos, desde 1950. A próxima será Shanghai (China), em 2022, e Thaís, se vencer a nacional, irá representar o País na disputa. 

Ocupação Recepção de Hotel

A ocupação Recepção de Hotel é um das mais de 50 integrantes da WorldSkills. Esta reúne os profissionais responsáveis por prestar uma série de serviços aos hóspedes, sendo necessário diversas habilidades como saber dar informações turísticas, comunicar-se em inglês, ter excelente comunicação e habilidades sociais, saber lidar com dinheiro e  procedimentos para reservas, recepção, atendimento ao hóspede, entre outras funções. Na última WorldSkills realizada em 2019, por exemplo, a Rússia ficou com a medalha de ouro, Áustria com a prata e Suécia com o bronze. 

Para dar conta do desafio, Thaís treina intensamente, todos os dias, orientada pela treinadora e professora Cristina Espindola Romor Vargas. “Nossos treinos, bem como a própria competição, são divididos em blocos. Em cada bloco, são avaliadas três provas (por exemplo: check-in, assistência ao hóspede e situação extraordinária). Fazemos a encenação de tais situações, que são totalmente surpresa para mim, e posteriormente avaliamos cada momento dos atendimentos, para garantir que foram seguidas as melhores técnicas e práticas”, detalha ela. 

Thaís treina intensamente, todos os dias, orientada pela treinadora e professora Cristina Espindola Romor Vargas.
Thaís treina intensamente, todos os dias, orientada pela treinadora e professora Cristina Espindola Romor Vargas.

Nem a pandemia parou os treinos iniciados em fevereiro de 2020: “Durante a pandemia, estamos fazendo treinos remotos que consistem em um momento de estudo técnico e teórico durante a manhã, enquanto fazemos as práticas por vídeo no momento da tarde, reforçando os conceitos vistos durante a manhã”. 

Todo o esforço e desempenho para representar muito bem o Estado. Thaís, que não vê a hora de competir,  mostra motivação e confiança para o desafio, quando questionada sobre a expectativa para a etapa nacional: “Com certeza a medalha de ouro! Que não apenas me garante o momento de felicidade e uma boa representação do nosso estado, como também uma vaga na delegação brasileira como representante do Brasil na WorldSkills de 2022”, afirma. 

Disputa nacional reúne alunos de vários estados de diferentes áreas

As Competições de Educação Profissional é dividida em várias etapas: escolar, na qual os alunos da mesma unidade disputam entre si; no âmbito regional, em que alunos de várias cidades do mesmo estados se encontram, e nacionalmente, quando vários estados disputam o pódio e a vaga para representar o Brasil na WorldSkills. Atualmente, o departamento nacional do Senac promove a disputa a cada dois anos, em 7 ocupações: 

Cabeleireiro

Cozinheiro

Cuidados de Saúde e Apoio Social

Estética e Bem-Estar

Florista 

Recepção de Hotel 

Serviços de Restaurante

O Senac do Rio Grande do Sul participa na maioria delas, exceto na ocupação Florista. Durante as provas, os alunos são submetidos a situações reais da profissão e precisam atender aos mesmos critérios aplicados na competição de educação internacional. Juntamente com o Senac, alunos do Senai formam a delegação brasileira no mundial. 

Representantes do Rio Grande do Sul na etapa nacional das Competições.

Quer saber mais sobre as Competições? Então clique aqui.

Abertura da WorldSkills Kazan - Rússia (2019).
Abertura da WorldSkills Kazan – Rússia (2019).

Veja também

Cabeleireiro formado pelo Senac-RS prepara-se para disputa nacional

Na busca pelo pódio em disputa nacional: conheça a história da aluna de Técnico em Enfermagem do Senac-RS

Competições Senac: garçom formado pelo Senac busca espaço em disputa nacional e internacional

Competições Senac: conheça a competidora de Estética do Senac-RS

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!