Cliente: fundamental para o sucesso do seu negócio

Tempo de leitura: 3 minutos

“Olá, tudo bem? Precisa de alguma coisa em especial?” Você não pode dizer que jamais escutou essas frases. Sim, todos já tivemos contato com estas frases antes, e qual motivo nos leva para este ponto em comum? Somos todos clientes! Mas o que é ser um cliente? Segundo o dicionário Silveira Bueno a palavra significa: o que compra ou vende habitualmente a uma determinada pessoa. Assim sendo, todos somos clientes de alguém ou de um estabelecimento.

Para o coordenador dos cursos técnicos de Gestão, Administração e Finanças do Senac Novo Hamburgo, Marcelo Ott, o cliente é fundamental para o sucesso de um profissional, seja ele qual for. “Aliás os profissionais e organizações existem com um propósito: resolver a “dor” do cliente, ou seja, solucionar uma necessidade ou desejo por meio de produtos e serviços. A cada vez que obtemos êxito neste propósito, o cliente tem em si a satisfação de uma solução ou da realização de um desejo, que em muitos casos são sonhos que se realizam”. 

E assim essa satisfação é compartilhada com aqueles que fazem parte do seu círculo de convivência e desfrutam da mesma empolgação. 

Bom atendimento transforma cliente em promotor do seu negócio

É isso que queremos que as pessoas tenham em nossos produtos e/ou serviços o atendimento completo e desfrutem de um nível de bem-estar que passam a ser clientes promotores dos nossos produtos e/ou serviços. Você deve estar se perguntando como transformar os meus clientes em promotores?

Não é nada de mágica 

Ou de invenções mirabolantes, aqui vão algumas dicas para que você profissional ou sua organização possa mudar o patamar de avaliação frente aos seus produtos e/ou serviços. Confira:

1. Defina a persona de seu produto/serviço: Personas são arquétipos desenvolvidos após a observação dos usuários em potencial do produto e/ou serviço. A persona representa um agrupamento de usuários que apresentam padrões de comportamento semelhantes nas suas compras, uso de tecnologia/serviços, preferências, estilo de vida etc.

2. Jornada do cliente: É o caminho percorrido pelo consumidor durante todo o seu relacionamento com uma empresa. É a história do seu cliente com a sua marca, desde o primeiro contato (visita, atendimento, material impresso ou conteúdo online) até o fechamento e o pós-venda.

Olá, tudo bem? Precisa de alguma coisa?

Atendimento ao cliente.

1. Identificando as necessidades: o cliente reconhece a sua necessidade por meio de estímulos internos e externos. Lembre-se das nossas perguntas: Olá, tudo bem? Precisa de alguma coisa em especial?

2. Busca de Informações: Quando despertamos o interesse de nosso cliente por meio da abordagem consultiva ele aprofunda seus questionamentos sobre o produto e/ou serviço.

3. Avaliação de alternativas: O cliente compara as alternativas por meio dos benefícios que produtos e/ou serviços lhe oferecem, portanto aprenda a apresentar as suas soluções atrelando-as em mais de um benefício ao cliente se possível;

4. Decisão de compra: O chamado fechamento se dá quando definitivamente o cliente não oferece mais objeções que possam impedir a transação;

5. Pós-venda: É quando efetivamos o relacionamento, onde auxiliamos com possíveis dificuldades que venha a encontrar com o produto e/ou serviço com a real intenção de superar as suas expectativas e identificar transações futuras ou complementares ao já efetivado.

Mais dicas importantes!

1. Experiência multissensorial: O cliente é um ser emocional portanto ao conseguir trabalhar pontos como tato, audição, visão, olfato e paladar, você cria um laço que em toda vez que ele sentir determinado cheiro por exemplo lembrará de sua organização.

2. Escuta ativa: Ouça-o verdadeiramente, pois se algum ponto de contato, algum elemento sensorial, qualquer coisa possa ter afetado a relação dele com você profissional ou organização e ele relata espontaneamente, isso é um presente, pois ao relatar algo que lhe incomoda ele espera uma posição, uma solução de sua parte para que possam continuar juntos!

3. Agregue valor: Inclua diferencias durante as etapas de atendimento até o pós-venda, estes diferenciais podem não ter custo algum ou representar um custo muito pequeno frente ao retorno que pode causar, por exemplo: leve-o até o carro quando chove, inclua um pequeno cartão agradecendo a preferência por você, etc.

“Com estes simples passos podemos ter a certeza de que não teremos clientes comuns, mas sim fiéis que defendem e que promovem nossos produtos e/ou serviços para aqueles que fazem parte de seus círculos de relacionamento”, finalizou Ott.

Veja também:

Dez características que o profissional do futuro precisa desenvolver

Como conquistar o cliente durante a pandemia?

Quer receber mais informações do blog? Deixe seu contato!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!