Saúde mental e quarentena: cuidar de si é fundamental

Tempo de leitura: 2 minutos

O medo do coronavírus ou de perder o emprego está na cabeça de muitos brasileiros desde o início desta quarentena, que começou em março. Aliado a isso, o isolamento social ou até mesmo a dificuldade de conciliar a rotina da casa e filhos com as atividades do trabalho estão deixando muitas pessoas ansiosas, angustiadas com o presente e preocupadas com o futuro. Acontece que a situação da quarentena tem impactado na saúde mental de muitas pessoas

De acordo com o docente da área da Saúde do Senac Saúde, Adalvane Nobres Damaceno, a saúde integral vai muito além de rever um quadro de dores, por exemplo. “Quem sofre de ansiedade ou outro sofrimento mental, dificilmente terá uma vida prazerosa, sendo que quadros de dores musculares, cefaleia (dor de cabeça), entre outros, muitas vezes são derivados de tensões ou estresse”, comenta o docente.

O sistema nervoso e circulatório estão muito relacionados com as emoções do ser humano. Estar em equilíbrio mental colabora para que os neurotransmissores e hormônios funcionem de acordo com o que o organismo precisa. “Promover equilíbrio entre o corpo e a mente é importante para ter uma boa saúde mental e física” recomenda.

Se você está se sentindo diferente ou sobrecarregado demais durante a quarentena, entenda que esse é um momento anormal. O docente do Senac Saúde Adalvane Damaceno também preparou algumas dicas para que você cuide da sua saúde mental: 

_Permita-se se sentir mal de vez em quando e não se sinta culpado por isso; 

_Ninguém espera que você esteja bem toda hora;

_Procure não ter pensamentos negativos sobre você. Mas se tiver, não se culpe, busque ajuda;

_Mesmo durante essa rotina diferente, busque tempo para sono, alimentação, e atividades que te façam bem; 

_Trabalhe para ser feliz, não perfeito; 

_Disponha de um tempo para você no dia;

_Busque praticar atividades de exposição ao sol, que estimulam os “hormônios da felicidade” endorfina, serotonina, dopamina e oxitocina que trarão benefícios ao organismo.

Estar atento a si mesmo, segundo o docente, é extremamente importante para que se possa reconhecer quando algo não vai bem, quando há um momento de maior fragilidade emocional. Reconhecer mudanças no dia a dia é uma forma importante de entender o próprio sofrimento e o quanto isso afeta a vida. 

O apoio familiar e de amigos têm um papel importante para ajudar no equilíbrio mental e físico, assim como a ajuda profissional. “Estar minimamente disposto a olhar para esse momento é um dos caminhos para começar a compreender a necessidade do cuidado e da procura de um profissional”, enfatiza Adalvane.

Veja também:

Alimentação em casa: como encarar o período de isolamento de forma saudável

Quarentena e home office: dicas para um trabalho em casa mais produtivo

Para saber mais sobre o assunto:

A Fiocruz preparou um guia de perguntas e respostas sobre saúde mental em tempos de pandemia. Veja clicando aqui. 

Quer receber mais informações do blog? Deixe seu contato!

Powered by Rock Convert

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *