Técnico em Design de Interiores: alunos contam suas experiências na Alemanha, Inglaterra e Suíça

Tempo de leitura: 5 minutos

Uma nova cultura muitas vezes motiva, incentiva e traz oportunidades antes impensadas. Segundo pesquisa realizada pela Selo Belta 2020, referente ao mercado de intercâmbio de brasileiros em 2019, dos quase 3 mil entrevistados, 64% viajou para o exterior com o intuito de estudar e 33% ainda pretendem fazer intercâmbio mesmo após a pandemia. Os alunos do Curso Técnico em Design de Interiores do Senac, Leonardo, Maria do Carmo e Thaine fazem parte desse grupo que aproveitaram o intercâmbio como uma oportunidade de experimentar novas culturas e compartilhar conhecimentos. 
 


Do Rio de Janeiro para Zurique 

Leonardo Lemos


 
Leonardo Lemos, natural do Rio de Janeiro, já morou em Florianópolis, São Paulo, Porto Alegre e atualmente reside em Zurique, na Suíça. Há 6 anos o brasileiro experimenta uma nova cultura, idiomas, sabores e um amor. 
 
Residindo no campus da Universidade de Graubünden, com o namorado, o estudante de 31 anos tem aproveitado esse período no país suíço para adquirir conhecimento. Com formação em Gastronomia, em 2010, atualmente estuda alemão e italiano. “Trabalhava como comissário de voo, porém, agora com a pandemia, estou de licença não remunerada. Aqui na Suíça é tudo super organizado e praticamente perfeito, porém existe o lado negativo que é sobre as relações interpessoais. As pessoas são extremamente diferentes do Brasil, são mais frias, além de o país ter apenas 3 meses de verão e o custo de vida ser tão alto quanto os salários”, explica Leonardo. 
 
Sobre a ideia de cursar o técnico EAD em Design de Interiores, o universitário explica que surgiu em paralelo à formação on-line na UNIP, Universidade Paulista, com formação prevista para 2023. Leonardo conta que escolheu o Senac EAD como instituição para realizar a formação técnica no formato on-line devido à metodologia de ensino da instituição e o reconhecimento: “Escolhi o Senac pela duração do curso e metodologia. O Senac é uma instituição extremamente reconhecida. Estudar a distância é a melhor opção para mim. Com o fuso horário de 4 horas, às vezes fico bem cansado com o momento on-line. Porém, ultimamente, venho optando por somente assistir aos vídeos para facilitar meu aprendizado.”  
 
E sobre voltar ao Brasil? O futuro designer afirma que sente saudades do acolhimento dos brasileiros, dos relacionamentos interpessoais muito mais motivadores no país de origem e esse sentimento o motiva a pensar na volta ao país de origem em 2022, com planos para a profissão: “Quando eu voltar para o Brasil minha ideia é abrir uma empresa de design de interiores. Meu cunhado possui uma construtora e iremos realizar uma parceria”, finaliza Leonardo. 

De Minas Gerais para Aachen 

Aluna Maria do Carmo Paes

 
Natural de Itajubá, no sul de Minas Gerais, Maria do Carmo Paes reside em Aachen, norte da Alemanha, desde 2018.  
 
Em 2017, a bióloga aproveitou o fim do seu contrato como professora de Histologia na UNESP, Universidade Estadual de São Paulo, e foi para Aachen aproveitar uma grande oportunidade de realizar um pós-doutorado – indicação feita por um professor brasileiro. Maria do Carmo aproveitou a oportunidade para realizar a capacitação e ir morar com o marido, que desde 2015 reside na Alemanha como pesquisador universitário.  
 
Mas como o design de interiores entrou na vida da bióloga e pós-doc? Apaixonada pela arquitetura e decoração, resolveu aprofundar o conhecimento sobre o tema e decidiu se inscrever no curso técnico de Design de Interiores do Senac EAD. “Quando veio a pandemia me vi forçada a ficar em casa. Comecei a ficar deprimida. e decorar a casa nova me ajudou demais a me manter de pé. Criei um Instagram para postar as mudanças que ia fazendo e depois, com o curso, honestamente, me descobri muito apaixonada pelo design de interiores e cogito fortemente mudar de profissão! Comecei a receber muitos elogios e, até mesmo, pedidos de consultoria! Quando eu terminar o curso de DI, pretendo fazer uma especialização e aprender cada vez mais.”.  
 
Sobre o ensino a distância, Maria do Carmo conta que acreditava ser uma forma de estudos mais fácil, por ser EAD, porém foi surpreendida e tem se sentido muito empolgada com a formação no Senac: “Eu achava que um curso a distância não seria tão completo, não exigisse muito dos alunos, mas me surpreendi muito! Os professores são maravilhosos, o curso é super bem estruturado, objetivo, e eu me sinto realmente me preparando para o mercado de trabalho. Estou aprendendo demais!” Atualmente a futura designer de interiores trabalha como pesquisadora convidada na Universidade de Aachen, na área de Ecotoxicologia e não tem pretensão de voltar a morar no Brasil com o marido no momento. 

“Eu achava que um curso a distância não seria tão completo, não exigisse muito dos alunos, mas me surpreendi muito! Os professores são maravilhosos, o curso é super bem estruturado, objetivo, e eu me sinto realmente me preparando para o mercado de trabalho. Estou aprendendo demais!”


De Santa Catarina para Londres  

Aluna Thaiane Teixeira Machado


Thaine Teixeira Machado, 29 anos, natural de Orleans, em Santa Catarina e Jornalista por formação, decidiu se mudar para Londres, na Inglaterra, acompanhando o namorado após uma oferta especial de trabalho dele.  
 
Na capital Londrina, Thaine trabalha no setor turístico e viu no ensino a distância uma oportunidade de entender mais da arquitetura e designer e, a partir dessa experiência, amadurecer a ideia em investir na nova profissão. “O motivo da escolha por essa formação é uma vontade de redirecionar minha carreira. Sou jornalista, mas tenho um grande interesse por arquitetura. Como não gostaria de começar uma nova graduação de cinco anos antes de ter certeza do meu rumo profissional, optei por começar o curso técnico e me aproximar da arquitetura a partir do Design de Interiores – e estou adorando”, afirma. 
 
A brasileira conta que estar morando em outro país ajuda na criatividade para colocar em prática durante a capacitação e futura profissão como Design de Interiores: “Acredito que especificamente para o curso técnico de Design de Interiores é ótimo estar vivendo em outro país, pois estou em contato com outros estilos de design e também porque me ajuda valorizar as referências da cultura brasileira.” 
 
E os planos de voltar ao Brasil se encaixam com a ideia de redirecionar a carreira para nova área: “Com certeza faço esse curso pensando em voltar para o Brasil e encontrar espaço no mercado de trabalho de lá. Estar em um país novo, muitas vezes sem emprego na nossa área, é algo que pode deixar nossas carreiras congeladas. Sinto que os cursos EAD do Senac são uma boa solução para pessoas nesta situação: para se aperfeiçoar, seguir estudando, ou mesmo tentar uma área nova, como no meu caso”. 

 
A visão pedagógica do ensino EAD


 
Utilizando as tecnologias educacionais como recurso para registrar a presencialidade do aluno e ampliar o aprendizado, o Senac EAD vêm proporcionando que pessoas residentes no exterior possam realizar nossos cursos. São vídeo-aulas, simuladores, conteúdos interativos e encontros via web, hospedados dentro do nosso ambiente virtual de aprendizagem, flexibilizando a educação. A coordenadora do curso técnico em Design de Interiores do Senac EAD, Ana Noronha, explica sobre o funcionamento do ensino à distância considerando a flexibilidade no novo formato de estudo. 
 
“Começamos a observar essa demanda nos últimos anos, quando os alunos se apresentavam nos fóruns das turmas, compartilhando com os tutores e colegas o local onde residiam. Dentro da apresentação, eles já identificavam que os principais motivos da escolha pelo Senac eram a confiança na nossa instituição de ensino e a flexibilidade de conseguir estudar de qualquer lugar do mundo, já que neste momento estavam fora do Brasil”, explica Ana.  
 
Tratando-se dos alunos que moram no exterior, a docente reforça a ideia da aluna Thaine, sobre aproveitar a experiência no exterior como uma agregadora na fomentação de mais criatividade e ideias sobre diferentes culturas, muito utilizada na ideia dos planejamentos e criações de projetos: “Dentro do curso técnico de Design de Interiores criamos diversas atividades onde o aluno busca referências da região em que reside para conceituar seus projetos residenciais, comerciais e de pontos de venda”, destaca a coordenadora. 


 
Sobre o Senac EAD    


A metodologia de ensino a distância do Senac é centrada no aluno, enfatizando o desenvolvimento de competências valorizadas no mundo do trabalho, como organização, proatividade e responsabilidade, além de apresentar menor custo com deslocamento e a possibilidade de conciliar os estudos e a vida profissional. Os materiais didáticos estão disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem e são compostos por podcasts, vídeos, animações, simuladores, games, objetos de aprendizagem, e-books e recursos tecnológicos. Os recursos em mídias diversas estimulam diferentes formas de aprendizagem, que possibilitam ao aluno se envolver com conhecimentos abordados no curso e sentir a prática virtual em qualquer local e horário.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *