Você conhece a origem do Saint Patrick’s Day?

Tempo de leitura: 2 minutos

Por Michele Bolsoni Saliba da Costa – Docente curso de Inglês do Senac Caxias do Sul

Afinal, quem é Saint Patrick? St. Patrick ou, em português, São Patrício, é o santo protetor da Irlanda. Acredita-se que ele nasceu no século quatro na Grã-Bretanha romana e que sua família era rica e de origem romano-britânica. Quando ele tinha 16 anos, foi sequestrado por invasores irlandeses e levado como escravo para a Irlanda gaélica. Ele trabalhou como pastor por seis anos e, mais tarde, disse que assim encontrou Deus.

Saint Patrick
Representação de Saint Patrick em desfile de 17 de março.

Depois de um tempo, São Patrício conseguiu finalmente retornar para sua casa, na Grã-Bretanha, onde estudou e tornou-se padre. Saint Patrick, então, retorna para a Irlanda com o objetivo de converter os pagãos em cristãos. Uma das lendas mais conhecidas relacionadas ao santo é de que ele expulsou as cobras da Irlanda, uma vez que não há vestígios no animal no País até hoje. Esse eufemismo foi usado como forma de mostrar a evangelização da região.

O festival de Saint Patrick é comemorado no dia 17 de março, data da morte do santo padroeiro da Irlanda. As celebrações envolvem desfiles e festivais públicos e o uso de trajes verdes e trevos. Neste dia, as restrições da quaresma sobre comer e beber álcool são levantadas, o que encorajou e propagou a tradição de consumo de álcool no dia. St Patrick’s Day é o feriado nacional mais comemorado no mundo, principalmente devido à diáspora irlandesa que aconteceu nos séculos 18 e 19.

Green beer
Green Beer

Mas por que o verde no dia de Saint Patrick? E qual é a razão de propagar o trevo de três folhas e não o de quatro, que dá sorte? Diz a lenda que St. Patrick usava o trevo de três folhas para explicar a santíssima trindade aos pagãos. A cor verde primeiro apareceu numa lenda contada no século 11, quando Goidel Glas foi mordido por uma serpente, mas foi salvo por Moisés que o curou usando o seu cajado e no lugar ficou uma marca verde. Foi em 1640, quando a bandeira verde com uma arpa foi usada pela Confederação Católica Irlandesa, que a cor passou a ser mais predominante. Anos mais tarde, o uso do trevo de três folhas e a cor verde oficialmente faziam parte dos trajes da comemoração de St. Patrick.

A principal crítica quanto às comemorações do dia de São Patrício diz respeito ao consumo de álcool em público e à bagunça. Existe também quem diz que o dia perdeu seu propósito original e não representa mais a herança irlandesa, mas que agora se tornou cafona e comercializada. Além disso, há críticas que se referem à apropriação de cultura e que a data representa, de maneira reduzida, os irlandeses. Então comemore o dia de St. Patrick, mas sem exageros!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!